Tags

, ,

A bacharel em direito Matha Elizabeth Caminha Braga fez carreira exemplar na Polícia Civil do Estado do Amazonas. Nomeada em 4 de dezembro de 2001, tomou posse como delegada de polícia no dia seguinte, durante a administração de Amazonino Mendes e, em 2002, deveria a prestar serviços na Coordenadoria de Polícia Distrital, servindo como chefe de gabinete do delegado-geral, sendo exonerada em 27 de dezembro, com o fim da gestão de Amazonino Mendes.

Acontece que a delegada Martha Elizabeth, no entanto, apesar de nomeada, nunca pisou em uma delegacia de polícia, informam funcionários que preferem

não ter o nome revelado, e tampouco assumiu a chefia de gabinete, pois ela resolveu, concomitantemente, fazer pós-graduação em direito civil e processo civil, com carga de 360 horas-aulas, na Diretoria de Projetos Especiais da Universidade Cândido Mendes, no Rio de Janeiro, curso finalizado e devidamente certificado em 1o de agosto de 2003, o que levou a delegada a solicitar pagamento de gratificação de curso, autorizada no percentual de 5% pelo então delegado-geral Francisco Sobrinho, conforme portaria 795/2004-GDG-PC.

Importante ressaltar que, de dezembro de 2001 a 31 de dezembro de 2003, segundo policiais que servem nos locais onde ela teria trabalhado, a delegada nunca pôs os pés nas dependências da Polícia Civil do Estado do Amazonas para cumprir expediente. No período de 1o de janeiro de 2004 até 13 de maio de 2014, isto é, há 10 anos, a delegada Martha Elizabeth não comparece ao serviço na Polícia Civil, embora ganhe salário de secretária executiva durante o primeiro e segundo mandatos de seu tio, o senador Eduardo Braga.

A delegada Martha Elizabeth recebeu mais de R$ 48 mil como complementação de gratificação de curso autorizada pelo ex-delegado-geral Mário César Medeiros Nunes, sem que, informam policiais de deveriam ter trabalhado com ela, nunca ter pisado em dependências da Polícia Civil. Por fim, a delegada está, atualmente, em gozo de licença especial por assiduidade na Polícia Civil, que deve encerrar em 28 de novembro de 2014.

Martha Elizabeth é sobrinha do senador Eduardo Braga, atual candidato ao governo estadual e, entre os colegas consultados nos locais onde consta que prestou serviço, ninguém se lembra de tê-la visto dando expediente, embora “tenha prestado serviços”, como secretária executiva na Supervisão de Projetos Especiais do governo estadual desde 18 de junho de 2007 até o dia 13 de maio deste ano.

Publicação no Portal do Holanda em 20/09/2014

Anúncios